Brasinha 35 Anos
  • (51) 3341.4235
  • (51) 98906.7671
  • ligamos para você

Notícias

Quais cuidados devo ter para não fundir o motor do carro?

Superaquecimento-do-Motor

Com a correria do dia a dia, às vezes nos esquecemos de alguns cuidados muito importantes com o carro, o que pode acabar gerando sérias dores de cabeça e gastos desnecessários. Já imaginou o que aconteceria, por exemplo, se você deixasse fundir o motor do carro?

Para ajudar você a evitar essa complicação com o seu veículo, explicaremos a seguir os motivos que levam o motor a fundir e o que fazer caso isso aconteça. Continue a leitura e tire suas dúvidas!

Por que o motor funde?
Apesar de ouvirmos constantemente pessoas dizendo que “o motor fundiu”, muitos não entendem exatamente o que isso quer dizer. O sentido aqui é literal: fundir o motor significa que, por algum motivo, as peças se aqueceram tanto que derreteram e se uniram.

Esse era um problema comum em veículos antigos, mas graças às novas tecnologias do sistema de arrefecimento e as ligas de metais, os carros modernos param em uma determinada temperatura, evitando que a junção das peças aconteça de fato.

O que leva o motor a fundir é a falta de lubrificação adequada. É o óleo que lubrifica o motor e impede o superaquecimento: se a bomba de óleo estiver com algum problema, se o óleo estiver sujo ou adulterado ou, principalmente, se o óleo estiver em nível muito baixo, podem ocorrer problemas.

O que devo fazer para que isso não aconteça?
Para evitar qualquer imprevisto com seu veículo, mantenha sempre a manutenção em dia. Ao usar o carro, fique atento à sua temperatura: caso note um aumento anormal, é sinal de que algo está errado. Sempre verifique o nível de água do reservatório, pois se estiver baixo, isso também pode causar aquecimento do motor.

Não se esqueça também de trocar o óleo quando atingir a quilometragem especificada e de fazer uma verificação anual do sistema de arrefecimento. Fique atento se não há vazamento de óleo ou de água.

Por fim, quando for completar o óleo, procure usar o mesmo que foi colocado no carro na última troca, pois misturar óleos de marcas e viscosidades diferentes pode prejudicar seu motor. Abasteça sempre em postos de confiança: gasolina de má qualidade ou adulteradas também podem causar problemas

Se fundir o motor do carro devo trocá-lo por inteiro?
Se o motor chegar mesmo a fundir, será preciso trocar a peça inteira ou grande parte dos componentes. Isso pode ser bem doloroso para o bolso, já que a troca pode chegar a 50% do valor total do carro.

É importante ressaltar que você só terá a certeza do que deve ser feito após uma avaliação de seu mecânico. Por isso, procure sempre mecânicas de confiança, preferencialmente as autorizadas, para que tenha um bom serviço.

Saber ouvir o carro vai te ajudar a prevenir vários problemas. Se identificar um barulho diferente do comum, como batidas secas e ruídos, procure seu mecânico antes que algo de pior aconteça. Não espere os barulhos aumentarem, pois pode ser tarde demais.

Mesmo com o motor fundido o rádio pode funcionar e algumas luzes acenderem, mas o carro não liga. Se isso acontecer, não insista, pois pode sobreaquecer os fios e provocar fumaça.

E você, já deixou fundir o motor do carro? O que fez para resolver o problema? Conte sua experiência pra gente aqui nos comentários!

Fonte: Minas France

Dúvidas? Entre em contato conosco: (51) 3341-4235